Salvador - Projeto adolescente na saúde beneficia juventude em Águas Claras


Aconteceu na tarde desta quinta feira (31) o projeto adolescente na saúde, com parceria da prefeitura de Salvador e governo do estado junto ao posto de saúde de águas Claras e os colégios Clarita Mariani, Renan Baleeiro e Ana Bernardes. “Estamos muito felizes pelo projeto, nossos alunos estão mudando seus comportamentos, eles tinham dificuldade de aprendizagem, estão se empenhando mais, se tornando lideres uns dos outros, até porque esta questão de liderança pra o mercado de trabalho é muito bom”, disse Maria Anatália diretora do colégio Clarita Mariani. A quatro meses os organizadores do projeto tem se empenhado em beneficiar a juventude do bairro de Águas Claras, periferia de Salvador. “Neste mês abordamos o tema gravidez na adolescência, onde os próprios adolescentes viram a necessidade deste tema, então representamos este tema como peça teatral e com a dança para incentivar aos jovens a como evitar as consequências de uma gravidez precoce. Disse Amanda Dantas de oliveira, voluntaria e coordenadora do projeto. Dentre as apresentações uma peça teatral baseada em fatos reais comoveu os presentes, a jovem Emylle Selma Conceição Nascimento aos 6 anos de idade perdeu um de seus olhos em um acidente domestico e sofreu bullying durante 18 anos ate a colocação da prótese. “Com o projeto aprendi a superar adversidade e vencer as batalhas da vida”, disse Emylle. “Conheci Emylle o ano passado, fiquei muito abalada com isso, ela sofreu muito preconceito antes da prótese e eu conseguir viver isso com ela”, disse a sua amiga que foi a psicóloga na peça teatral. O empolgante projeto tem trazido resultado positivo aos jovens, muitos deles têm descoberto suas vocações artística e profissional, assim como Samanta Franciele e Marcos Rogério dançarinos do projeto. Adna Dantas Oliveira que assistiu a apresentação teatral disse que “Os jovens hoje aprenderam a evitar a gravidez indesejada, aprenderam a obedecer aos pais e a crescer e ser adultos competentes”. Joice Silva de Jesus estudante da escola Clarita Mariani e participante do projeto complementou, “estou neste projeto a dois meses e aprendi muito principalmente sobre gravidez na adolescência”.

 Reportagem: Martins de Assis dos Santos.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial